Portal Terê - Teresópolis toda na Internet

 

 

Sem propósito...


Ratinho exibe sentença judicial de condenação na tela

Apresentador e SBT foram condenados por críticas a procurador


O “Programa do Ratinho” terminou de forma inusitada nesta quarta-feira (12) exibindo, num canto da tela, uma sentença judicial em que o apresentador e o SBT foram condenados por críticas a um procurador da República.

O caso remonta a 2009, quando o procurador do DF José Luciano Arantes se envolveu em um acidente de trânsito e teria desacatado e ameaçado policiais militares.

A reação do procurador motivou críticas de Ratinho, que o chamou, segundo a sentença, de “cidadão despreparado”, “descarado”, “tarado”, “machão”, “brabão” e “beudão”.

A Justiça condenou o apresentador a pagar R$ 50 mil por “extrapolar dos limites impostos pela razoabilidade e proporcionalidade na veiculação de informações jornalísticas” e exigiu que o SBT veiculasse a sentença, o que ocorreu nesta quinta-feira.

Quem estava assistindo ao programa se assustou e teve dificuldades de entender o texto da sentença, que passou rápido pela tela.
 

Volta